A SUA REVISTA POLÍTICA

NEWS

LIDERANÇAS POLÍTICAS

" FOI DADO A LARGADA NA DISPUTA ELEITORAL"

2020 PROMETE!

As lideranças associativas dos militares veteranos entraram em uma franca disputa tendo de um lado a Câmara Federal e do outro o Senado da República. O alvo? Acesso  ao Presidente da República nas questões que tratam sobre a Lei 13,954/19. 

O premio? Eleições 2020/2022

whatsappblack.png
  • Facebook
  • Twitter

 OS MILITARES SÃO UMA IMPORTANTE FATIA ELEITORAL E ELES SABEM DISSO!

A DISPUTA DA CASA DAS LEIS

Não me engano quando digo que hoje dentro do Congresso Nacional, surgirá um fenômeno envolvendo três categorias distintas de apelo e entraves visando cadeiras e lideranças politicas. Este fenômeno chama-se "MILITARES das FFAA".

O primeiro destacar-se-á entre os próprios políticos que em face do desgaste politico e falta de criatividade sem falar o envolvimento em várias denúncias dos inúmeros escândalos que assola a casa a viabilidade de se torcer por nomeações perpetuas de permanência no poder, dai a intenção de alguns optarem pelo comunismo que conquistando cadeiras, acreditam que morrerão nela. Outrossim, ser a representatividade de uma categoria sem uma aparente liderança a torna atraente e muitíssimo disputada. Desta forma novos eleitores confiáveis e fieis chama a atenção em direção  aos militares que certamente é uma parte que não pode nunca ser desconsiderada.

O Segundo embate está entre os próprios políticos (deputados e senadores), na luta em demonstrar serem dignos da escolha dos militares como lideranças e apoiadores dos objetivos dos praças.

Terceiro, são os próprios militares que acreditam ser esse o momento de ascenderem na politica, tendo o apoio da classe e buscando serem seus representantes. O problema é que nenhum desses propensos pré candidatos já tiveram seus nomes em evidência publica em prol da classe.  O esforço dessa minguada categoria de propensos representantes dos militares soma o fato de conhecerem suas lutas e objetivos mais esbarram no descrédito muitas vezes de serem ou não capazes de assumirem tais lideranças ou de se saírem bem nos entraves políticos na obtenção dos tão almejados direitos.

Modelos e exemplos de políticos eleitos por suas corporações e que não deram certo, é uma realidade que deixa os militares em duvida em quem apostar e quais nomes que podem realmente dar certo.

Enquanto isso não acontece, resta aos pré candidatos as ditas caronas em nomes já eleitos na esperança de que algum flash os mostre ao lado de personalidades politicas a ponto de o lançarem como dignos das petições da categoria aos objetivos solicitados.

O FENÔMENO BOLSONARO

O único politico que conseguiu a adesão máxima de militares em torno de um único nome para as eleições até os dias de hoje foi o Deputado Federal Jair Messias Bolsonaro.

Até o ultimo pleito onde foi eleito por 57 milhões de brasileiros, a sua ascensão politica sempre teve o apoio de militares (na sua grande maioria graduados praças).

Nenhum  militar das FFAA conseguiu uma unanimidade de igual performance nas eleições a modelo e exemplo do Capitão e a caserna segue como que inviolável ao acesso de outros nomes, embora alguns aspirem tal objetivo, afinal estamos falando de milhares de eleitores fardados de branco, verde oliva e azul, sem falar dependentes, familiares, conhecidos e amigos que juntos formam uma legião de seguidores e apoiadores e capazes se motivados de elegerem até mesmo uma família inteira (A familia Bolsonaro que o diga!.

OS EMBATES ASSOCIATIVOS

A luta hoje entre associações militares repousam na busca de soluções nos anseios da classe. A velha tese de sair a frente nas conquistas é o ponto fraco entre muitas que acreditam que apenas a proximidade com esse ou aquele parlamentar pode lhe trazer a vitória.

Esses embates acabam levando os militares a um verdadeiro CABO DE GUERRA onde cada qual busca mostrar o melhor a classe. Para alguns isso é bom pois mostra o engajamento das associações mais para outros divide e prejudica a classe como um todo.

A realidade é a pergunta que diz: Até que ponto as agremiações de classe estão realmente envolvidas com os interesses da classe ou é apenas o desejo de ter seu nome vinculado a conquistas eleitoreiras e oportunista de mostrar-se aquela capaz de conseguir objetivos (entre os quais estão inclusos os seus).

O editorial da Bancada News tem acompanhado as agremiações umas de perto e outras a distância (acreditamos que todas são instituições sérias e idôneas) e que cada uma dentro do seu ponto de vista tem buscado por caminhos idênticos porém separados nessa busca, optando por parcerias com políticos já em franco mandado tanto no Senado quanto na Câmara. 

IZALCI LUCAS

SENADOR 

ASSOCIAÇÕES APOSTAM QUE O SENADOR DO PSDB TEM POSSIBILIDADES DE CONSEGUIR UMA AUDIÊNCIA COM O PRESIDENTE DA REPÚBLICA E ALTERAR PAUTAS DA LEI 13.954/19

A BUSCA DE CADA GRUPO

Após a Reunião ON LINE realizada, pontos de divergência entre os grupos foram evidenciadas e com isso, formaram-se dois blocos voltados para a mesma pauta, porém com formas de ação diferenciada. O grupo que apoia, acredita e espera as ditas audiências prometidas pelo Senador IZALCI (PSDB) Contador, Professor e político em mandato, com o Presidente da Republica para apresentarem seus pleitos relativo a mudanças que acreditam serem imprescindíveis a Lei 13.954/2019, aguardam o parecer final do Senador a respeito das pautas que fazem questão sejam ouvidas pelo Presidente Jair Bolsonaro. O Senador vem cobrando do Planalto o cumprimento as promessas feitas quando ainda estava sendo veiculada a PL 1645. Duas emendas que estavam as mãos do Senador foram solicitadas pelo Planalto que fossem retiradas, sendo que em contrapartida estes seriam ouvidos pelo presidente.

VITOR HUGO

DEPUTADO FEDERAL

ASSOCIAÇÕES QUE COMPÕE O ALTO COMISSARIADO MILITAR ACREDITA QUE O DIÁLOGO VIA REPRESENTANTES POLÍTICOS DA CÂMARA PODERÃO ADVIR COM RESULTADOS POSITIVOS NAS NEGOCIAÇÕES EM FAVOR DA CLASSE

A BUSCA POR UM ACESSO 

Por outro lado, outras associações tem buscado o diálogo com representantes do Congresso Federal como o Deputado Federal VITOR HUGO (PSL), Militar (EB), Advogado e Politico Líder do Governo na Câmara, que atendendo solicitação de uma das Associações (ABBMP) de militares veteranos organizou com diversas associações uma Reunião ON LINE onde ouviu vários pontos de interesse dos veteranos e lideranças e comprometeu-se a enviá-los para apreciação do Presidente da República. 

A categoria associativa incentivada pelo Líder da Câmara, uniram-se e criaram o ALTO COMISSARIADO DE MILITARES GRADUADOS PRAÇAS - ACMGP acreditando que a soma e a união de associações em um só bloco poderá obter maior representatividade e união de nomes em prol das aspirações eleitorais e politicas nacionais.